A higiene diária da pele é um dos fatores mais importantes. Talvez a parte essencial para manter a saúde, já que é o maior órgão do corpo humano.

Pele: saiba como cuidar de cada tipo

Dentro da rotina de beleza, a higiene diária é um dos fatores mais importantes para cuidar de cada tipo de pele. Talvez a parte essencial para manter a saúde, já que é o maior órgão do corpo humano. A escolha do sabonete ideal não é tão simples, considerando os tipos de pele diferentes que temos no Brasil.

“A higiene facial diária é fundamental para a saúde da pele. O primeiro passo é escolher produtos de boa qualidade que sejam adequados ao seu tipo de pele (seca, oleosa, mista ou normal). É importante que a higiene seja feita de forma delicada, eliminando as impurezas sem precisar esfregar”, explica a médica dermatologista Ana Coutinho.

Pele Oleosa

A recomendação de dez em cada dez dermatologistas é evitar lavar o rosto mais de duas vezes ao dia. Porque o excesso de lavagens aumenta a produção das glândulas sebáceas, piorando a oleosidade e causando o aparecimento de acne (o famoso rebote).

“O ideal é fazer uma limpeza pela manhã para retirar as sujeiras mais profundas, com um sabonete indicado para o rosto para preparar a pele para os outros produtos a serem utilizados ao longo do dia e eliminar vestígios dos produtos usados durante a noite. E lavar ao fim do dia para retirar o excesso de maquiagem e de outros produtos”, conta a dermatologista.

Pele Seca

A pele ressecada precisa de atenção especial na hora da higienização. Já que o vento, o sol, água quente e os sabonetes comuns removem a camada de hidratação natural da região.  O ideal é apostar em opções com agentes hidratantes como óleos, água termal e vitamina E. Dica importante: evite os higienizadores que fazem muita espuma. É um clássico “muito barulho por nada”, já que chamam a atenção com o efeito e apenas ressecam mais a pele.

Pele normal

Como tem um PH equilibrado, a pele normal não demanda cuidados muito específicos ou complicados. Higienize a pele duas vezes por dia com um produto com hidratante que não sobrecarregue a pele.

Pele sensível

Como é uma cútis que geralmente fica avermelhada e que sofre com ações externas (vento, temperaturas extremas e poluição), a sensível exige que alguns cuidados mais específicos sejam tomados, como utilizar produtos com menos aditivos químicos.

“A higienização de peles sensíveis deve ser realizada com substâncias calmantes e de marcas de dermocosméticos que têm ações de tratamento e prevenção e não só cosmética”, ressalta Ana. 

Pele mista

Quem tem esse tipo de pele aprendeu a conviver com a dualidade das zonas do rosto. A área T (testa, nariz e queixo) concentra a oleosidade e o restante é seco ou normal. Para limpar sem causar um desequilíbrio nas duas áreas, o ideal é apostar em espumas de limpeza.

Para todas as peles

Existe um consenso entre os especialistas: evitar banhos com água quente é uma das formas mais eficazes de manter o equilíbrio e a saúde da pele.

“Enxague a pele com água abundante preferencialmente fria. Já que a temperatura mais quente pode provocar a diminuição da camada da proteção da pele. Isso conduz ao seu ressecamento, com aumento da sensibilidade local”, encerra a dermatologista.